Olá, Queridos!

Fiquei bastante tempo sem escrever, porque eu gosto de falar sobre aquilo que tenho sentido e vivido. E, existem muitos momentos em que há o silêncio. Da nossa parte, da parte de Deus. E vamos vivendo, até que algo novo acontece, até que Deus se manifesta, até que algo muda em nosso interior.

O ser humano, acho que por natureza, se acostuma com as situações ao seu redor. Não vou generalizar, mas a maioria sim. Somos o ambiente que vivemos, somos aquilo lemos, somos nossos amigos, somos o que ouvimos, somos com quem andamos … Salvo, quando estamos em Deus, com o coração nEle, o tempo inteiro, sem piscar… Assim, seremos o que Ele é. Se andarmos com Ele, se convivermos com Ele, se falarmos com Ele, seremos o que Ele é. Que tremendo isso!

Ontem, tive uma experiência muito tremenda. A Ana Paula Valadão e seu esposo Gustavo Bessa estiveram na minha igreja. E o que Deus falou comigo, foi, exatamente, o parágrafo acima. Vou explicar… Eles têm uma essência muito pura, muito verdadeira, muito sincera, eles são o reflexo do caráter de Deus, da simplicidade de Deus, da humildade de Deus. E foi isso que eu enxerguei na pregação do Pastor Gustavo. E o que veio ao meu coração foi: voltar a essência, a essência da adoração… passei a noite ouvindo a música do Quilan. “Estou voltando a essência da adoração e a essência és tu”

Durante os dois anos em que eu morei em BH aquilo que eu vi ontem, a essência que eu vi ontem fazia parte da minha vida e do meu coração. O que me importava era Deus, o que fascinava era Deus, o que me atraía era Deus, o que eu queria era Deus… não me importava nada e nem ninguém… eu tinha uma sede incontrolável do Senhor e a minha essência era agradá-lo, ainda que eu errasse.

Ontem eu fui muito tocada a voltar, voltar para esse lugar de adoração… Não sei onde isso se perdeu, mas é muito comum sermos cristãos isentos da verdadeira adoração. E eu não quero isso para minha vida. Quero entoar, em todo tempo, cânticos com a minha vida, cânticos com as minhas palavras, cânticos com as minhas atitudes, cânticos com os meus relacionamentos, cânticos de adoração e que exaltem ao Senhor, porque a minha vida tem que ser um salmo de adoração e gratidão.